Apresentação

Sobre o Conselho Federal de Economia

O Conselho Federal de Economia, com sede em Brasília, é uma autarquia responsável pela fiscalização profissional dos 230 mil economistas brasileiros. Foi criada pela Lei nº 1.411/51, que regulamenta a profissão de Economista, e tem como atribuição assegurar o exercício legal e ético da profissão de economista e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico do País.

O Cofecon é composto por 18 conselheiros federais, incluindo o presidente, o economista Júlio Miragaya; e o vice-presidente, o economista Nei Jorge Correia Cardim, ambos eleitos pelo Plenário entre os membros efetivos para mandato de um ano, com possibilidade de renovação.

Inaug11

Currículo

Júlio Miragaya é economista pela Universidade Cândido Mendes; doutor em Desenvolvimento Econômico Sustentável e mestre em Planejamento e Gestão Territorial, ambos pela Universidade de Brasília (UnB); e especialista em Planejamento Urbano e Regional pelo IPPUR/UFRJ. É presidente do Conselho Federal de Economia (COFECON); vice-presidente da Associação dos Economistas da América Latina e Caribe (AEALC); presidente da Associação Nacional das Instituições de Planejamento, Pesquisa e Estatística (ANIPES) e presidente do Instituto Brasiliense de Estudos da Economia Regional (IBRASE). É também diretor técnico do SEBRAE/DF.

Nei Jorge Correia Cardim é graduado em Economia pela Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal da Bahia; pós-graduado em Preparação e Avaliação de Projetos de Infra-estrutura Urbana pela Escola Interamericana de Administração Pública da Fundação Getúlio Vargas; pós-graduado em Planejamento Urbano – Seminário Internacional de Operacionalização de Projetos Integrados, promovido pela OEA, BNB, SUDENE, CETREDE e SHERFHAU (Especialização); pós-graduado em “Aménagement du Territoire et Transports Urbaine” pelo Institut International d’Administration Publique – Paris, França , como bolsista do Governo Francês, pela Coperation Tecnique  Scientifique France-Brésil; e pós-graduado em Économie Politique Avancée pela École dês Hautes Études em Sciences Sociales – Centre Prospective Mathematique Apliquée a Planification – Paris, França. Foi presidente do Conselho Regional de Economia da Bahia de 2003 a 2005; vice-presidente do Cofecon em 2006; conselheiro titular de 2005 a 2007 e conselheiro suplente de 2009 a 2011.